Pin It
0
bullet journal, como começar um bullet journal, começar um bullet journal, ideias para por no bullet journal, cujo

Bullet journal – Por onde é que tu podes começar ?

3 Março, 2020

Adquirir um caderno onde possas iniciar o teu bullet journal é muito fácil. A questão é: Por onde começar? 

Se queres saber o que é um bullet journal e porque é que ele te pode ser tão útil, CLICA AQUI.

Eu pessoalmente uso muito este método para me organizar a nível de criação de conteúdos (profissional), mas tu podes usá-lo para o fim que desejares. 

Comecei a usar o bullet journal há cerca de um ano e desde então adoro! 

O que eu noto, cada vez mais, é que não sabes por onde começar e o que fazer nele em primeiro lugar. 

A resposta para isto seria muito simples pelo facto de não haver uma regra na criação do teu bullet journal

Ele é totalmente individual.

Apesar disso, vou-te dizer o que podes fazer, ou seja, dar-te algumas ideias úteis. 

Cria um índice

Uma das primeiras páginas pode ser o teu índice. 

Desta forma, tornar-se-á mais fácil para ti saber onde estão todos os teus “dados”. 

Antes disso, se as páginas não estiverem numeradas, aconselho-te a numera-las. 

Isto, porque quando não fazes um índice e te pões a escrever em páginas soltas, passado um tempo, se quiseres voltar a essas páginas demoras imenso tempo a encontra-las.  

Visualização mensal 

É muito importante fazeres um planeamento do teu mês.

planner-mensar-bullet-journal

Um bom planeamento – porque é que é tão importante?

Tal como se encontra nesta imagem. 

Torna-se muito mais fácil para ti, visualizares o teu mês e teres uma ideia geral acerca do mesmo. 

Caso saibas que tens um compromisso no dia x, basta ires a esta página do teu bullet journal e vês. 

Desta forma, consegues perceber que num determinado dia não estas tão disponível comparativamente com outro, sem teres de andar a mexer no teu planeamento semanal.

Planeamento Semanal

Podes personalizar o teu próprio planejamento semanal. 

Se houver semanas em que vás de férias e saibas que não vais dar tanto uso ao teu bullet journal, podes optar por não o fazer. 

Podes fazer como está na imagem de cima, por exemplo. 

A forma não interessa muito, o que importa é a utilidade que te vai dar, que no caso vai ser imensa. 

Dentro do planeamento semanal podes pôr as tarefas a realizar e os teus objetivos semanais também. 

Para identificares os teus diferentes podes também fazer uso de cores ou de figuras. 

PONTO – consultas;

TRIANGULO – fotografia nas redes sociais;

ESTRELA – testes, frequências ou exames. 

Contudo, podes também usar a mesma técnica para perceberes se falta muito ou não para teres o teu dia concluído.

ROSA – tarefa realizada;

AZUL – tarefa a ser realizada;

VERDE – tarefa concluida. 

É uma questão de dares asas à tua imaginação!

Objetivos

Teres objetivos bem definidos é algo que te ajuda bastante a todos os níveis. 

Podes reservar umas páginas do teu bullet journal e fazeres os teus objetivos semanais ou mensais, consoante funcione melhor para ti.

Além disso, podes pôr um quadrado à frente de cada um e conforme os fores realizando pores um certo/visto. 

Filmes/livros que gostavas de ver/ler

A mim, acontece-me muito ver alguns thrailers ou ir passando pela internet e ver alguns filmes ou livros que me chamam à atenção, mas depois esqueço-me do nome.

Para isto não acontecer, tenho uma página no meu bullet journal onde vou pondo os nomes, mal vejo que podem ser do meu interesse. 

Projetos

Caso estejas a pensar ou a desenvolver algum projeto podes pôr as tuas ideias no papel. 

Além disso, podes também colocar lá algumas inspirações

Ferramentas que te venham a ser úteis, também é uma excelente opção. 

Eu tenho uma parte no meu reservada apenas a isto e dá-me imenso jeito. 

Palavras passe

Se fores esquecido/a como eu, tenho a certeza que esta vai ser uma das melhores partes para ti. 

Eu, costumo ter a mesma palavra passe em quase todas as mesmas plataformas, contudo, há alguns sites que têm algumas exigências como a primeira letra ter de ser maiúscula ou ter um determinado número mínimo de dígitos.

Isto acaba por fazer com que eu e tu tenhamos de mudar algumas vezes as  passes que já estávamos habituados a usar. 

Torna-se impossível teres “mão” de todas as palavras passes que já criaste. 

Cria uma página e podes adotar uma espécie de tabela onde pões o nome da plataforma e à frente a palavra passe e/ou o teu nome de utilizador. 

O bullet journal é um mundo que tu podes criar. 

Além destas opções que eu te dei existem muitas mais, podes perfeitamente criar trackers e veres se estás dentro dos “parâmetros” que gostarias. 

Se já usas bullet journal podes partilhar nos comentários algumas páginas que tenhas diferentes das que referi aqui e que te sejam realmente úteis. 

Previous Post Next Post

Também podes gostar

Leave a Reply