Pin It
0
como não desistir de um objetivo

Como não desistir de um objetivo – 5 dicas que te vão ajudar

4 Maio, 2020
*Este post pode conter links de afiliados, o que significa que posso receber uma pequena comissão, sem nenhum custo para si, se você fizer uma compra através de um link!*

Identificares o teu principal objetivo não é a parte mais difícil, mas sim persistires nele. Aprende aqui a como não desistir de um objetivo.

Todos nós temos metas e objetivos que desejamos alcançar, defini-los e escrevê-los no papel não é difícil, aliás, de certeza que já o fizeste.

Caso ainda sintas alguma dificuldade em definir de forma acertada os teus objetivos, vê também: Como definir e atingir objetivos.

As dificuldades que eu mais sinto em ti é o facto de facilmente deixares de persistir neles. Isto porque não é de um dia para o outro que vês resultados e os vês a serem atingidos.

Se o teu objetivo é comprar o teu carro de sonho, tens que ter em mente que não é daqui a um mês que o vais ter, vai demorar tempo, porque tudo é um processo.

Como não desistir de um objetivo

Nenhuma vitória acontece sem que antes haja uma batalha.

Não vale a pena estares a ler este artigo se ainda nem definis-te nas tuas ideias e na tua agenda/planner qual é o teu principal objetivo. Por isso, aconselho-te a fazê-lo neste momento com a ajuda do artigo que já te deixei em cima referenciado.

Após isso, volta para aqui e vamos fazer com que isto seja uma aventura para ti e não uma obrigação ou desespero.

Se já tens tudo definido, ótimo! Continua a ler e aprende estratégias que te vão permitir persistires em tudo o que ambicionas até o alcançares.

Descansar

Quando me refiro a descanso, não estou a falar de dormir ou de agora ires para o sofá ver televisão sem fazeres nada.

O que acontece com muita frequência é te focares só e exclusivamente no teu objetivo que chega a ser demasiado. Estares desde que acordas até te ires deitar a pensar nele e a fazeres algo para o alcançares não é saudável, muito pelo contrário.

Isto só vai levar-te ao desespero, porque o cansaço facilmente dá conta de ti e como já referi os resultados, uma vez que, não são imediatos, acabas por desistir e pensar que nunca vais alcançar aquilo que queres.

Para tudo tem que haver um equilíbrio, e aqui não é excepção. Planeia o teu dia e dedica-te ou da parte da manhã ou da parte da tarde x horas a um objetivo específico, e no resto do dia faz outro tipo de tarefas que tenhas para fazer. Assim, o teu dia torna-se muito mais produtivo e vais ver que aquelas horas que te dedicas-te só ao teu objetivo vão valer muito mais comparadas com os dias em que te dedicavas só e apenas ao mesmo.

Planear e executar

Não te adianta de nada tu teres um ótimo planeamento diário, semanal e mensal, se depois tu não pões nada em prática nem tens as ferramentas essenciais para executar até atingires o que desejas.

Vê também: A importância de um bom planejamento!

Experimenta fazer um plano estratégico. Ao invés de só pensares no que queres atingir, pensa também no que precisas de fazer todos os dias para alcançares, passo a passo. Segue à regra todo o teu plano e não sejas nem muito rigorosa/o contigo mesma/o, nem muito desleixada/o porque nada aparece feito e alcançado. Mantêm o equilíbrio.

Supera as tuas falhas passadas

Todos nós falhamos e tu, certamente não és excepção. Está tudo bem com isso e ainda bem que acontece.

Costumo dizer que falhar é aprender também. A partir do momento em que falhas, aprendes mais uma maneira de como não fazer algo, ou seja, se tinhas 3 caminhos por onde ir e um falhou, agora já só te sobram 2 e um deles é o correto. É preciso falhar para crescer, e há que saber valorizar e tirar uma lição delas também.

Um dos principais aspetos que te leva a desistir do teu objetivo é precisamente não teres a capacidade de superar as falhas que tiveste em alturas passadas. Isto porque lidas com elas como uma desmotivação, ou seja, se já erras-te e falhas-te uma vez, nada te garante na tua cabeça que agora vás conseguir.

Experimenta reverter as coisas. Olha para elas de uma forma motivadora, como “Ok, eu falhei e não gostei da sensação e do sentimento mas agora vou provar a mim mesma que vou conseguir e que sou capaz de alcançar o que pretendo.” Repete isto todos os dias para ti própria/o.

Sê realista

Roma e Pavia não se fizeram num dia, certo?

Todos os teus objetivos têm de ser bastante realistas. Queres comprar um carro, ok, mas vais pôr isso nos objetivos deste mês ou do mês que vem? Achas que é dessa forma que vais conseguir juntar tudo o que precisas para o fazer, principalmente o dinheiro? Claro que não. Tens de ser “pés à terra” quando o fazes e ter noção que cada coisa demora o seu tempo e que está tudo bem com isso.

Além disso, a vida não é só feita de conquistas, não é do dia para a noite que os teus objetivos vão ser alcançados e é preciso teres isto bem ciente em ti e nas tuas ideias. Caso não o tenhas, o que vai acontecer é que nos primeiros dias vais estar super motivada/o e de um momento para o outro vais perder o foco e desistir de lutar seja pelo que for.

Visualiza a tua recompensa

Para qualquer objetivo e meta que tu tenhas, para não desistires mais facilmente é importante que te dês uma recompensa. Pode ser ler 10 minutos nesse dia, ver um filme, ir a lugar que já andas a desejar ir à algum tempo, comprar um livro, o que fizer mais sentido para ti.

Quando te sentires mais desmotivado, projeta-te a alcançares o que ambicionas. Por exemplo, se estás no secundário e estás a ter dificuldade em estudar para atingires as notas que precisas e queres, projeta-te todos os dias na tua cabeça a entrares na faculdade no curso que desejas. Isto dá-te uma motivação extra sempre, porque lembra-te do teu porquê.

DICA EXTRA

Uma coisa que eu fiz e me ajudou bastante foi adquirir um planner anual que só por si já é bastante estratégico. Tem todos os meses lá como qualquer outro, mas, e além disso tem uma parte para colocares todos os teus resultados mensais, as tuas aprendizagens mensais, as ações que resultaram e não resultaram, tudo o que tu precisas para te desenvolver e perceberes o que tens de voltar a repetir e o que tens de deixar para trás para atingires o que ambicionas.

É um investimento mínimo que faço todos os anos mas que me faz total diferença. Invisto no meu sucesso e em mim.

Caso queiras adquirir, acesso AQUI.

Espero que este artigo te tenha ajudado a entender efetivamente a como não desistir de um objetivo. Dei-te todos os meus conhecimentos e ferramentas! Vamos pôr mãos à obra?

Previous Post Next Post

Também podes gostar

Leave a Reply