Pin It
0
como ser mais produtivo

Como ser mais produtivo passo-a-passo

14 Agosto, 2020

Nesta fase, já tens noção da importância da produtividade no teu dia-a-dia para conseguires atingir tudo aquilo que pretendes. Aprende aqui a como ser mais produtivo de uma vez num guia de passo-a-passo.

Existe muito a ideia de que se estiveres ocupado, então é porque estás a ser produtiva/o e isso não é verdade. Precisas de estar atenta/o aos sinais que o teu corpo te vai dando, dado que, não vale a pena estares a executar uma dada tarefa se realmente a tua mente não está disposta a isso.

Vê também: Como não procrastinar.

Como ser mais produtivo

1. Passar ideias da mente para o papel

Maior parte das vezes, usas o teu cérebro como um meio de guardar ideias e não é esse de todo. objetivo dele. Precisas de as ter e não de as guardar, é necessário colocares tudo em prática.

Da mesma forma que o teu computador não funciona como deve ser se tiver imensas janelas abertas, o teu cérebro também não. Por esta razão é essencial que diariamente ou quando sentires necessidade, consigas transpor as tuas ideias para um caderno.

Qualquer que seja a tarefa ou a ideia que te venha à mente, transfere isso para o meio externo. Aprende a escrever tudo de uma forma regular seja num bloco de notas ou num caderno, de forma a que o teu cérebro não fique saturado e não tenha de pensar em várias coisas ao mesmo tempo.

2. Definir as prioridades

Após teres tudo apontado no teu bloco de notas ou no teu caderno é altura de trabalhares em cada tarefa/ideia lá anotada. Para isto, é importante estabeleceres as tuas prioridades.

COMO ESTABELECER PRIORIDADES?

Por norma, o que eu faço e o que eu te aconselho fazeres é veres perante tudo o que tu escreves-te o que é mais importante e urgente na altura.

Isto porque, se não o fizeres corres o risco de não conseguires fazer tudo o que planeaste para o dia. Desta forma, ficam as tuas prioridades para o dia seguinte ou então a andarem-se a arrastar de dia para dia.

As atividades mais rápidas podem ficar para uma pausa que faças nas grandes ou para o final das mais urgentes porque são rapidamente concluídas.

3. Organizar

Listas feitas e prioridades estabelecidas. Agora tens que te conseguir organizar, ou seja, saber o que vai ser feito em cada horário e em cada dia da semana, caso não seja para fazer tudo no dia.

Normalmente, o que eu te aconselho é fazeres primeiro uma divisão do teu dia a nível de atenção e concentração. Não és focada/o nem estás concentrada/o o teu dia todo, logo, é importante que saibas definir quais são os teus melhores horários.

As tuas prioridades é importante ficarem nos melhores horários e no inicio dos mesmos. O resto distribuis conforme fizer sentido para ti.

Após isto, estabelece todas as etapas que vais precisar para concluir cada prioridade e/ou tarefa. Anotações soltas sem passos e etapas de conclusão são muito vagas e o teu cérebro não vai entender o que é realmente necessário.

Naquelas horas em que sentires que não estás mesmo com vontade de fazer nada, podes aproveitar para ver uma serie, um video, ir para alguma rede social. Isto também é importante para conseguires manter a tua sanidade mental e não ser só trabalhar no que tens para fazer.

Vê também: A importância de um bom planeamento.

4. Rever

Bastante gente faz a sua lista, processa a informação definindo as suas prioridades e organiza tudo, mas, depois esquecem-se de voltar e riscar tudo aquilo que já foi feito e ver o que falta fazer.

Ser organizada/o é um hábito, daí ser importante que tu vás revendo tudo ao longo do dia e ao longo da semana para veres se ele está a funcionar corretamente para ti e verificar se é ou não necessário fazer alguns ajustes.

5. Fazer

Não basta ter ideias, escrever e passar por todo este processo se depois não for para fazer. Por isso, aqui é a altura em que tens de implementar tudo aquilo que já escreves-te e te submeteste para o dia e/ou para a semana.

Parece muito simples mas esta é a etapa em que as pessoa mais falham. Todos os outros 4 passos acima descritos são uma “bagagem” para conseguires pôr o teu automóvel a funcionar, ou seja, são apenas ajudas para chegares até aqui e fazeres tudo aquilo a que te submeteste.

Se criares o hábito de fazer regularmente todos estes passos, podes ter a certeza que não te vais voltar a sentir mal por te teres esquecido de algo ou por sentires que precisas de fazer algo e que não estás a ser produtivo. Desta forma, entendes como ser mais produtivo no teu dia-a-dia.

Previous Post Next Post

Também podes gostar

Leave a Reply