Pin It
0
como-resistir-aos-saldos.png

Como resistir aos saldos e fazer compras conscientes

13 Janeiro, 2020

Primeiro que tudo deixa-me desejar-te um ótimo ano 2020 e espero realmente que te mantenhas desse lado e que possamos continuar a crescer juntos. Aprende comigo a resistir aos saldos e a saber fazer compras conscientes!

Inicio do ano, implica, entre muitas outras coisas, fim das coleções antigas e inicio de saldos. 

Sei perfeitamente que, por vezes, torna-se complicado resistir aos saldos por haver peças com preços tão apelativos. 

Hoje, trago-te este post mesmo para leres antes de te ires “enfiar” dentro de um centro comercial numa altura destas. 

Vou dar-te 3 dicas que apesar de serem poucas, se as aplicares, tenho a certeza que vais sentir uma enorme diferença!

Aprende comigo a como resistir aos saldos e a fazer compras conscientes!

Dá uma vista de olhos pelo que tens em casa e vê o que te faz mais falta 

Teres uma noção do que precisas e do que te faz mais falta naquele momento é muito importante para seres seletiva na altura de comprar. 

Se tens imensos casacos já não tens tendência de ires para os saldos ver os casacos.

Contudo, se viste que estás com falta de camisolas de malha, o teu foco vai ser esse na altura de entrares numa loja. 

Desta forma, não cais na tendência de comprares roupa (ou outra coisa) que não precisas só porque aos teus olhos está barata. 

Faz uma boa pesquisa online

Já me aconteceu, mais do que uma vez, comprar algo que precisava sem pesquisar nada antes e dias depois reparar que numa outra loja essa mesma coisa com ou sem promoção estava a um preço inferior. 

Para não perderes tanto tempo no centro comercial, aproveita num dia e pesquisa online pelas lojas.

Perde um pouco de tempo que vais ver que a tua carteira agradece. 

Além disso, no momento de ires comprar, depois torna-se muito mais fácil.

Em vez de andares à procura de algo feita “barata tonta”, já sabes a que loja te hás de dirigir.

Deixa o cartão multibanco em casa

 

Para mim, deixar o cartão multibanco em casa é talvez das formas mais eficazes. 

Agarra num certo valor de dinheiro, que para ti seja o máximo que podes gastar e deixa todos os cartões que possas usar para pagar em casa.

Sê consciente! 

Se tu levares o cartão de credito/debito para um centro comercial, não consegues ter bem percepção do dinheiro que estás a gastar naquele momento. 

Muitas das vezes as pessoas ficam “iludidas” com os preços baixos e mesmo que em casa tenham feito o que disse na primeira dica, esquecem-se e acabam por comprar porque têm ali o dinheiro à mão e basta um código que está comprado. 

Se levares um valor limitado de dinheiro fisico, leva-te a que sejas mais consciente pelas compras que fazes e penses 3x se o que tens na mão te faz realmente falta ou não.

Isto, porque se fores a outra loja em que sintas necessidade de obter algo, precisas daquele dinheiro para a comprar. 

Não compres nada por impulso

Preços apelativos é pior que não ter dinheiro.

O que é que eu quero dizer com isto?

Tu podes ter um ótimo rendimento, ter imensas possibilidades a nível financeiro. 

Contudo, se aquilo não te vai acrescentar nada a nível pessoal nem aos teus bens pessoais, pensa no que podes fazer com o dinheiro que poupas. 

Pensa se vais usar o que compras tantas vezes quanto o preço que vais pagar por isso

Há uns tempos fiz um post aqui no blog em que abordei isto.

Podes vê-lo AQUI!

Basicamente o que eu faço é olhar para o preço do que na altura estou tentada a comprar.

Caso, custe 30€, eu penso se vou dar uso mais de 30 vezes. 

Maior parte das vezes, a resposta é não e ajuda-me a poupar dinheiro. 

Se o fizeres vai-te ajudar a ti!

Previous Post

You may also like

Leave a Reply